Inicio

Quando começamos a Space, eramos 3 pessoas com o background de estudantes  de Computação que estavam começando a vida universitária. Nosso principal objetivo inicialmente era aprender enquanto criávamos  algo fora das disciplinas da faculdade, algo que as pessoas pudessem realmente usar,  pois algumas tecnologias só veríamos lá para os semestres finais, como a disciplina de desenvolvimento de aplicativos. Foi daí que eu e mais dois colegas criamos nosso primeiro projeto nesse sentido, o Turim Lab um blog para falar sobre tecnologia e principalmente relatar os assuntos que íamos aprendendo  tanto na faculdade quanto na iniciação científica de robótica que participávamos, esse foi um período crucial para a formação do time que temos hoje, pois com a criação do blog, atraímos a atenção de muita gente talentosa na própria faculdade que tinha interesse em fazer publicações também.

Ao chegar no 2º semestre fomos nos desligando do blog, nessa época havia um boom de aplicativos para todo tipo de coisa, de lanternas (um dos nossos 😅)   a jogos. Foi quando surgiu o INFOUNEB que é o principal evento do nosso curso na Faculdade e acontecia a cada dois anos, foi quando eu e mais um amigo decidimos juntar forças e construir um aplicativo para o evento, pensando na dificuldade de se localizar e encontrar os espaços de palestras e workshops que eram distribuídos por toda a universidade, dessa união surgiu o InfoUneb App que disponibilizava a programação, alertava e guiava o usuário  para as palestras e mini cursos do seu interesse.

Aprendemos muito com esse aplicativo utilizamos uma das tecnologias que ainda estava engatinhando na época o  Firebase, nos permitiu focar apenas na experiência do usuário e construir a aplicação a tempo do evento.

Empolgação

Nessa época que descobrimos que conseguíamos criar coisas e que as pessoas usariam,  enfrentamos um dos principais desafios quando se começa sem dinheiro e sem uma marca conhecida que é encontrar os talentos, então começamos a chamar outros amigos da universidade para criarmos cada vez mais projetos principalmente as que tinham destaque em nossa sala, não sabíamos o que queríamos criar, nem nada sobre empresa, apenas formamos um grupo para desenvolver projetos fora da sala de aula e damos o nome de Space Rocket 🚀🚀.

Como não tínhamos ideia do que era criar uma empresa cometemos alguns deslizes como devem ter percebido 😅: Chamamos muitas pessoas com mesmo background que nós (Não tinha ninguém que cuidaria das outras áreas da empresa fora programação, demos alguma sorte nesse ponto por ter chamado pessoas que pelo menos tinham o interesse nas outras áreas como finanças e gestão de pessoas), não realizamos nenhuma divisão de porcentagem da empresa  e nem tínhamos ideia do que queríamos prover como time, só queríamos criar coisas legais e ver no que dava  😀.

Primeiro projeto pago 💸

Depois do lançamento do aplicativo do InfoUneb ficamos conhecidos no curso, lançamos alguns outros aplicativos também como o CittiCard e um app de Mensagens Biblicas, o que chamou a atenção do coordenador do curso que nos apresentou a oportunidade de construir um museu virtual para uma professora de outro departamento, imagine 5 muleques na universidade com a oportunidade de ganhar dinheiro fazendo o que gosta? Topamos na hora, a decisão de construir esse projeto impactou muito no que somos hoje, como começamos no modo Bootstrap (sem nenhum tipo de investimento financeiro interno ou externo - literalmente zero, nada, nothing, zip) vimos ali a oportunidade de gerar a nossa primeira receita para poder investir nos projetos que íamos construindo (principalmente no marketing), foi através dele que começamos a dividir as funções de quem ficaria responsável por conversar com os clientes,  apresentar o nosso progresso, gerar contrato, quem ficaria responsável por criar a nossa marca e o design das aplicações, foi um período híbrido que nos ajudou a criar mais network dentro da universidade e principalmente a começar a enxergar e dialogar com oportunidades em outras áreas.  

Incubação

Como tínhamos muito contato com os professores do curso, um deles nos apresentou uma oportunidade de inscrever nossa ideia para uma tal de pré incubação (Que diabos era isso?), Basicamente era onde você inscrevia a sua ideia, participaria de eventos e mentorias para evoluir o seu projeto, então fomos atrás de saber quem era o responsável e nos inscrevemos na hora, conseguimos passar no processo com o projeto Go, que era basicamente um Yelp (outra lição aqui, nem fazíamos ideia do que era pesquisa de mercado, logo nem sabíamos da existência do Yelp haha), durante o processo de pré incubação aprendemos muito sobre o que era criar uma empresa, o que que era essa tal de startup, e várias outras siglas da moda (pivotar, pitch  e etc), foi um mundo novo para a gente. No fim da pré incubação acabamos com um projeto totalmente diferente do que tínhamos planejado, e acabou nem indo para frente.

Dizziness App

No ano seguinte 2017, o network falou alto novamente, um dos professores do curso estava atrás de um time de desenvolvimento para construir um projeto para a área de saúde e o melhor o projeto era pago 😂. O projeto consistia de virtualizar um processo manual em um aplicativo para tratamento e reabilitação da tontura, o mais interessante desse projeto é que não houve um consenso geral se faríamos o projeto ou não, no fim três dos nossos integrantes na época decidiram tocar o projeto, e essa tomada de decisão nos trouxe o nosso principal projeto o Dizziness App, ganhamos mais de 4 premiações, fizemos várias exposições dentro e fora do Estado da Bahia, entrevistas, reconhecimentos pelo projeto, não fazíamos ideia do impacto que o projeto causaria e esse é o ponto que nos dá mais orgulho e o torna o queridinho da Space, com esse projeto conseguimos impactar diretamente na qualidade de vida das pessoas, pacientes que não podiam se locomover para realizar o tratamento, agora podiam realizar da sua própria casa, relatos de pacientes que não conseguiam dormir direito, dirigir a noite, ou até mesmo ir a academia, obtiveram uma melhora na sua qualidade de vida graças ao aplicativo. A partir deste ponto percebemos que o que criávamos tinha um impacto real na sociedade e que poderíamos fazer ainda mais com a tecnologia.

O Dizziness App me possibilitou retornar  a academia e realizar os treinamentos que antes não conseguia fazer, não dirigia a noite em estrada e voltei a andar de patins que era um sonho para mim de infância ,estou muito feliz com os resultados. - Débora Helen, primeira paciente a utilizar o aplicativo

Reportagem sobre o projeto na Campus Party Bahia: https://g1.globo.com/ba/bahia/edicao/2018/05/19/videos-batv-de-sabado-19-de-maio.ghtml#video-6748658-id

Cultura Remota

Esse é um ponto de destaque, pois sempre foi natural para a gente, não trabalhar no mesmo espaço físico, nem no mesmo horário, é uma característica que sempre esteve presente desde a nossa criação, não foi algo que pensamos no começo, mas foi fruto da necessidade, muito por que como não tínhamos receita  recorrente, a maioria dos nossos integrantes precisava trabalhar ou estagiar em outras empresas para pagar as suas contas, e desenvolvíamos os projetos nos tempos livres. Então sempre contamos com as ferramentas de comunicação digitais, hoje utilizamos o Twist para se comunicar de forma assíncrona, o Asana para gestão de tarefas, o Nuclino como base de conhecimento e o Appear.in para videoconferências, em um post futuro vamos descrever o nosso processo de trabalho :).

Essa característica se tornou um dos nossos valores principais que é o Remote First, nós damos liberdade e confiamos em nossos tripulantes para trabalharem de onde eles se sentem mais produtivos, damos a confiança que eles precisam para fazer o seu melhor onde estiverem. Alguns gostam de trabalhar em casa, outros em coworkings, outros em cafés, não importa, pois acreditamos que através de projetos fantásticos e desafiadores, engajamos as pessoas para realizar o seu trabalho independente do local ou horário. 👌🏻

O mais legal de ser Remote First, é que além de dar confiança e liberdade para os nossos tripulantes, permitimos ao mesmo tempo que eles evoluam, conheçam e trabalhem com talentos de todo o mundo! 🌎 Hoje por exemplo, temos uma tripulante que vive em Curitiba e cuida das nossas redes sociais :)

Estruturação

No ano seguinte em 2018 decidimos que o objetivo do ano era levantar o máximo possível de dinheiro para que no ano seguinte pudêssemos investir na criação dos nossos produtos, para tal fechamos parcerias com outras empresas de software, criamos aplicativos, landing pages, os mais diversos serviços, e em 2019 pudemos inciar o nosso movimento de dedicação a empresa, nos formalizamos,  criamos parcerias estratégicas para lançar produtos na área de saúde como o Nutrologic (Software de terapia nutricional que hoje já está atuando em mais de 3 Hospitais na Bahia) e pudemos realizar o nosso sonho de investir tempo para os nossos projetos internos como o Lunna (A nossa plataforma de comunicação e gestão de projetos gamificada, se interessou? Se inscreva na lista de espera).  

Agora

Nesse ano de 2019 também definimos nosso propósito: Decolar Ideias e Impulsionar Negócios.  nossa visão é conseguir impactar 1 milhão de pessoas através da tecnologia. Vem fazer parte dessa revolução 🚀🚀🚀 #SomosRocket